quarta-feira, 21 de dezembro de 2005

Fondo mas nao sendo

Hoje apeteceu-me partilhar as capas que se pensaram para o meu primeiro livro. Aceitam-se comentários e votos na favorita (com justificação escrita). Não é preciso ter lido o livro para participar.

proposta 1



proposta 2



proposta 3



proposta 4



proposta 5

10 comentários:

vitor disse...

Voto na 1ª. É a mais apelativa e alegre, a foto está muito boa.
hugz

Anónimo disse...

Não consigo ver a quarta, mas gosto particularmente da luminosidade da primeira. A quinta seria a que mais se adequaria ao livro e à importância de Lisboa na narrativa.

Gonçalo disse...

A 1 - é uma questão de primeiros amores e primeiros instintos...

Aposto que doeu!!! disse...

Eu voto em ti. A capa podia ser uma qualquer.

Daniel J. Skråmestø disse...

Obrigado pelos comentários, inclusivé o assédio do Bruno ;-D

João M disse...

eu voto naquela que é a que tenho lá em casa (the red one), acho que pensando numa estratégia comercial é a que chama mais a atenção.

Ana disse...

eu gosto da 2 e da 5, sobretudo da 2. gosto mesmo muito da 2. não deve ter sido uma escolha fácil.

Nuno disse...

Nem se pergunta... A primeira! É mais... "alegre"...

Daniel J. Skråmestø disse...

fica entäo a legenda
1 - a proposta que apresentei à editora
2 - a proposta que a editora me apresentou a mim
3 - a proposta que apresentei depois à editora e que , por cansaco, toda a gente aceitou
4 - sobrecapa que fiz para oferecer o livro a um amigo. É ele na foto.
5 - Experiencia com uma foto que tirei na baixa de Lisboa. Os pombos lembraram-me o primeiro desenho que aparece no livro.

Aposto que doeu!!! disse...

Não! Não e não!!!
Não foi assédio!!! Francamente! eu sou um menino bem comportado!
Só queria dizer que o que está escrito supera todo e qualquer embrulho.
Porque capa, capa, mas mesmo capa, só se fosse desenhada por mim!!!
Ouviu?!
Estou chocado!