segunda-feira, 23 de abril de 2007

Relatorio IndieLisboa 2

Sessões de domingo 22

A SCANNER DARKLY de Richard Linklater é uma experiencia curiosa de adaptação para cinema de uma novela de Philip K. Dick em que a transformação de imagem real em animação faz todo o sentido. Ainda assim, mesmo sem ter lido o livro, fico com a certeza que só pode ser melhor que o filme.

FALKEBERG FAREWELL, de Jesper Ganslandt, foi a revelação de uma pequena obra-prima. Uma pérola de sensibilidade e ousadia cinematográfica. Por mim, pode já ganhar os prémios todos do festival. Ponham louros na cabeça do realizador, chamem as atiradoras de pétalas de rosa e estendam-lhe a passadeira para o pódium.
Oh, que maravilha de filme!!!

Volta a passar terça 24 às 18h45 no São Jorge. (E, se houver justiça, no dia dos filmes premiados!)

1 comentário:

Nuno Pires disse...

Não o pude ver hoje, espero que ganhe um prémio para poder vê-lo no domingo!