segunda-feira, 18 de dezembro de 2006

O reverso da medalha

A propósito dos dois ultimos posts:
Ontem fui a uma festa em casa de uns amigos que têm um quadro meu. É pequenino, está colocado no quarto deles de maneira que só se vê do interior quando a porta está fechada e mostra apenas as costas de dois homens abraçados (não há rabos nem pirilaus).
Um dos convidados da festa, gay e avançado na idade, embora aparentemente tenha gostado do quadro, à minha frente só se lembrou de dizer: - É uma pouca vergonha! o que é que a mulher da limpeza vai pensar?
Passaram-me pela cabeça uma data de comentários menos simpáticos que podia fazer mas preferi ficar calado. É que já é suficientemente triste perceber que há pessoas que nunca vão dar a si mesmas uma hipótese de serem genuinamente felizes.


PS - Quanto à senhora da limpeza dos meus amigos, por coincidência é a mesma que limpa a minha casa, pelo que está perfeitamente habituada a ver rabos e pirilaus nas paredes. ...e nunca se queixou, antes pelo contrário.

6 comentários:

Chicão disse...

Nunca tinha pensado numa coisa que disseste:"...é suficientemente triste perceber que há pessoas que nunca vão dar a si mesmas uma hipótese de serem genuinamente felizes.". E não pude deixar de pensar em tantas vezes que podia ter ficado calado...
Excelente blog e bela imagem!

Anónimo disse...

Daniel, a minha empregada da limpeza já encontrou gel ky, algemas, preservativos.. e outras coisas mais e também nunca se queixou, eh eh. Também nunca fiz muito para esconder. Afinal quem é que cria os preconceitos?

pinguim disse...

A nossa, já viu muita coisa, nunca viu o que não devia, é claro, não é "loura" e cada vez gosta mais de nós...

Venus as a boy disse...

Em contrapartida o nosso quadro vai ficar em grande destaque lá em casa! ;)

a arca do serrano disse...

Isso faz lembrar os meus "roaring teens" quando me lembrei de pôr na parede do quatro uma cópia de uma foto de Mapplethorp (aquela do dedo na uretra) em diálogo com o São Tomé de Caravaggio. A minha mãe olhou e comentou: "este meu filho faz cada associação". E por lá ficaram...

Daniel J. Skråmestø disse...

Grande Destaque faz-me feliz :-)