domingo, 20 de maio de 2007

"Well, I could tell you about the river, or we could just get in"

Como diz Bill Callahan logo na primeira canção do album "Woke on a whaleheart": Eu podia falar-te do rio, ou podiamos simplesmente entrar nele. Do mesmo modo, eu podia estar para aqui a gastar palavras acerca desta deliciosa colecção de canções... mas mais vale que vocês as ouçam.

9 comentários:

dolphin.s disse...

ena :)

estou a gostar tanto deste álbum :)

Daniel J. Skråmestø disse...

Pois também eu. A capa é que me amofina um bocadito, mas faço por ignorar

pedropina disse...

ola, andei a espreitar o teu blog....e gostei! hug, p.p.

dolphin.s disse...

olha que eu confesso que gosto >:PPP

Daniel J. Skråmestø disse...

Eu gosto das cores (por acaso uma coberta para a minha cama nestas cores ficava bem.... ), mas formalmente há ali qualquer coisa que me perturba. Deve ser a quantidade de olhos.

dolphin.s disse...

LOL

cá para mim é deformação profissional :P

que achas da da Bjork? :D

Daniel J. Skråmestø disse...

A da bjork parece a capa da exposição de um artista contemporâneo num museu qualquer. A outra versão com o nome do disco escrito em chamas tinha muito mais piada.
Mas eu ando a prestar muito pouca atenção a capas de discos porque ultimamente o que compro é da loja do iTunes e raramente albuns completos. O meu fetichismo musical passou todo para o iPod onde me entretenho a dar estrelinhas, pôr letras de musicas e criar playlists. Mas pôr lá as capas dos discos é que ainda não me convence. Acho que têm de desenvolver o conceito de "album skin" para aplicar o interface dos iPods.

belinha disse...

Isto é publicidade gratuita porque se votar na Bruxinha que queria ser selo dos CTT não ganha nada com isso!Mas ela agradece do fundo do caldeirão!

dolphin.s disse...

eu tb sou devota fiel do meu IAudio, e ele fiel seguidor, nunca me abandona. Mas não consigo deixar de namorar o objecto físico sempre que posso. Se a capa não for plástico, então melhor ainda.

E a da Bjork... é que nem consigo definir a coisa... aquilo n me parece nada.

Deste gosto mesmo muito. E deixas-me a pensar num edredão exactamente assim :P