segunda-feira, 29 de agosto de 2005

sing, sing a song...

Na sexta feira fui ao aniversário de um amigo meu que ofereceu a todos os convidados um CD com a sua banda sonora para 2005. Uma boa idéia (não pensemos na pirataria) já que trazia umas cançõezitas jeitosas que eu não conhecia.
Foi uma boa ocasião para fazer mais uma afinação ao meu iPod que, por ter os seus 10Gb completamente atafulhados, neste momento só aceita canções verdadeiramente boas, capazes de roubar o lugar a outra que já lá esteja dentro.
Apanhando o espírito da playlist, fiz um pequeno "top eleven" com "as canções da minha vida". É um conceito foleiro, mas apeteceu-me partilhar. São algumas das canções que me dão sempre um arrepiozito de prazer e nas quais reconheço resquícios da minha verdadeira identidade. Voilá:

New Order - "Vanishing Point"

Cocteau Twins - "Cherry Coloured Funk"

The White Birch - "Donau Moves"

Lloyd Cole and the Commotions - "Forest Fire"

Red House Painters - "Rollercoaster"

Grant Lee Buffalo - "Fuzzy"

Cowboy Junkies - "Sun comes up it´s tuesday morning"

Pet Shop Boys - "Always"

Propaganda - "Dream within a dream"

Dead Can Dance - "Indoctrination"

Né Ladeiras - "Sedutora"

1 comentário:

Alma Om disse...

Esta lista encontrou outras pessoas que se identificam com ela!!!... Cocteau Twins, Dead Can Dance e Né Ladeiras, dão mesmo um "arrepiozito" na espinha.